Capa  |  Memória  |  Estatuto (PDF)  |  Diretoria  |  Oficinas de sócios  |  Notícias  |  Fotos  | Sócios  |  Associe-se       

Notícias

AGES ocupará a Tribuna Popular da Câmara Municipal nesta segunda-feira (12/3)

AGES - Associação Gaúcha de Escritores

Presidente da AGES, Christian David, pedirá a derrubada do veto à emenda em favor do Adote um Escritor

A Associação Gaúcha de Escritores (AGES) ocupará nesta segunda-feira (12/3), às 14 horas, a Tribuna Popular da sessão ordinária da Câmara Municipal de Porto Alegre. Na oportunidade, o presidente da AGES, Christian David, ocupará a Tribuna, no Plenário Otávio Rocha, para defender a derrubada do veto do prefeito Nelson Marchezan Júnior à emenda 86 ao Orçamento Municipal e que destina recursos de R$ 400 mil ao programa municipal de incentivo à leitura Adote um Escritor. O veto à emenda deverá ir à votação também nesta segunda-feira, após o período da sessão destinado à Tribuna Popular.

A sessão ordinária é aberta ao público, e o movimento #SouAdote estará presente novamente às galerias do Plenário para acompanhar o pronunciamento do presidente da AGES e também a votação do veto à emenda 86.

Emenda 86

A emenda nº 86 havia sido aprovada pela Câmara no dia 4 de dezembro de 2017 e é assinada pelas vereadoras Fernanda Melchionna (PSOL) e Sofia Cavedon (PT) e pelos vereadores Adeli Sell (PT) e Reginaldo Pujol (DEM), que integram a Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura. Naquela ocasião, 18 vereadores e vereadoras votaram favoravelmente à emenda e outros 12 foram contrários à destinação de mais recursos para o programa que visa ao incentivo à leitura em Porto Alegre.

Para a derrubada de um veto do prefeito são necessários ao menos 19 votos favoráveis dos 36 vereadores. Portanto, para a manutenção da emenda pró-Adote será necessário ao menos um voto a mais do que os 18 votos favoráveis recebidos na sua aprovação pelo plenário da Câmara em dezembro do ano passado, quando seis vereadores não votaram.

Movimento #SouAdote

Formado por escritores, editores, ilustradores, professores, comunidade escolar e demais profissionais que discutem e trabalham com políticas de formação de leitores e incentivo à leitura, o movimento #SouAdote se iniciou no ano passado, quando o governo Marchezan anunciou corte de recursos e mudanças no formato original do programa Adote um Escritor, que é referência nacional nesta área e inclusive já recebeu premiações.

Os participantes do #SouAdote estiveram presentes ao plenário (foto) na semana passada, mas o veto do prefeito não chegou a ser votado, o que deverá acontecer nesta segunda-feira.
 

 


Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores