Capa  |  Memória  |  Estatuto (PDF)  |  Diretoria  |  Oficinas de sócios  |  Notícias  |  Fotos  | Sócios  |  Associe-se       

Prêmio AGES - Livro do Ano

O prêmio é uma escolha de escritores para escritores em que todo o livro publicado no ano anterior à edição do prêmio pode ser indicado. Após a indicação dos finalistas por um júri técnico, os sócios em dia com suas obrigações estatutárias escolhem os vencedores em cada uma das sete categorias: Narrativa Longa, Narrativa Curta, Crônica, Poesia, Literatura Juvenil, Literatura Infantil e Não-ficção. 


Os premiados

Narrativa Longa

2017: A ponta do silêncio, de Valesca de Assis, BesouroBox

2016: Longe das Aldeias, de Robertson Frizero / Terceiro Selo

2015: Terra Avulsa, de Altair Martins

2014: O beijo na parede, de Jéferson Tenório

2013: Outonos de fogo, de Marcel Citro

2012: Hiperestesia, de Angela Broilo

2011: Aurum Domini - O ouro das Missões, de Simone Saueressig

2010: Contestado: a guerra dos equívocos, de Walmor Santos

2009: A parede no escuro, de Altair Martins

2008: Contramão, de Henrique Schneider

2007: Por que sou gorda, mamãe?, de Cíntia Moscovich

2006: O reino de Macambira, de José Eduardo Degrazia

2005: Estudo das teclas pretas, de Luiz Paulo Faccioli

2004: A Margem Imóvel do Rio, de Luiz Antonio de Assis Brasil

2003: Dores, amores e assemelhados, de Claudia Tajes

 

Narrativa Curta

2017: Idioma de um só, de Ricardo Koch Kroeff, Não Editora

2016: Amora, de Natalia Borges Polesso, Não Editora

2015: Água de poço em noite fria de luz cheia, de Ayalla de Aguiar

2014: Assombros juvenis III, organização de Martina Schreiner

2013: O man e o brother, de Dilan Camargo

2012: Travessia: quinze contos peregrinos, de Marcel Citro

2011: Três Dúvidas, de Leonardo Brasiliense

2010: Minicontando, de Ana Mello

2009: Trocando em miúdos, de Luiz Paulo Faccioli

2008: Olhos de morcego, de Leonardo Brasiliense

2007: Transversais do tempo, de Tailor Diniz

2006: O gato escarlate, de Luiz Coronel

2005: Arquitetura do Arco-íris, de Cintia Moscovich

2004: Mínimos Múltiplos Comuns, de João Gilberto Noll

2003: A rua dos secretos amores, de Jane Tutikian

 

Crônica

2017: A persistência do amor, organização de Rubem Penz, Buqui

2016: Noites gregas, de Cláudio Moreno, L&PM

2015: Tomo conta do mundo, de Diana Corso

2014: A tristeza pode esperar, de J. J. Camargo

2013: Retrato de um tempo à meia luz, de Jaime Medeiros Junior

2012: Jerusalém, de Airton Ortiz

2011: Havana, de Airton Ortiz

2010: Flor de Guernica, de Pablo Morenno

2009: Agora eu era, de Cláudia Laitano

2008: Cartas à minha neta, de Armindo Trevisan

2007: O amor esquece de começar, de Fabrício Carpinejar

2006: O olhar médico, de Moacyr Scliar

2005: A lei primordial, de Franklin Cunha

2004: Tipo Assim, de Kledir Ramil

2003: Todos os meses, de Valesca de Assis e Ana Maldonado

 

Poesia

2017: Cenas mínimas, de Maria do Carmo Campos, Libretos

2016: A Fala de Adão, de Dilan Camargo, Vidráguas

2015: Arrastão e outros poemas, de Marlon de Almeida

2014: Em defesa de certa desordem, de Celso Gutfreind

2013: Luta + Vã, de Álvaro Santi

2012: Os potes da sede, de Liana Timm

2011: Estações da poesia, de Luis Dill

2010: Água passante, de Liana Timm

2009: Prosa do mar, de Marlon de Almeida

2008: Meu filho, minha filha, de Fabrício Carpinejar

2007: O herói desvalido, de Maria Carpi

2006: As sombras da vinha, de Maria Carpi

2005: O sonho nas mãos, de Armindo Trevisan

2004: A Força de Não Ter Força, de Maria Carpi

2003: Biografia de uma árvore, de Fabrício Carpinejar

 

Não-Ficção

2017: O sargento, o marechal e o faquir, de Rafael Guimaraens, Libretos

2016: Nega Lu, de Paulo Cesar Teixeira, Libretos

2015: Pão e Circo, de Dilmar Messias

2014: Jango: a vida e a morte no exílio, de Juremir Machado da Silva

2013: 1961: O golpe derrotado, de Flávio Tavares

2012: Filosofando com os super-heróis, de Gelson Weschenfelder

2011: Narrar, ser mãe, ser pai & outros ensaios sobre a parentalidade, de Celso Gutfreind

2010: A enchente de 41, de Rafael Guimaraens

2009: A matéria encantada, por Xico Stockinger: ode a um guerreiro, de Armindo Trevisan

2008: Crianças no asfalto, de Marcelo Spalding

2007: O crepúsculo da arrogância, de Sergio Faraco

2006: Crônica: o voo da palavra, de Walter Galvani

2005: Travessia da Amazônia, de Airton Ortiz

2004: O Rosto de Cristo, de Armindo Trevisan

2003: Lágrimas na chuva, de Sergio Faraco

 

Infantil

2017: Bichológico, de Paula Taitelbaum, Piu

2016: Destrava Línguas e Outros Poemas, de Christian David

2015: Os filhos de Ceição, de Helô Bacichette

2014: A menina que sonhava com os pés, de Christian David

2013: Com afeto e alfabeto, de Dilan Camargo

2012: Do alto do meu chapéu, de Gláucia de Souza

2011: Um dia de gato, de Valesca de Assis

2010: O País do Nariz, dos Olhos, da Boca & de outras partes interessantes, de Celia Maria Maciel, e Pulga Trapezista, de Nilva Ferraro

2009: Cida, a Gata Maravilha, de Luiz Paulo Faccioli

2008: Iberê menino, de André Neves e Christina Dias

2007: A almofada que não dava tchau, de Celso Gutfreind

2006: Bolacha Maria, de Carlos Urbim

2005: O cavaleiro da mão-de-fogo, de Mario Pirata

2004: Pestilóide e o Sumiço da Chuva, de Marô Barbieri

2003: Fera domada, de Celso Gutfriend

 

Juvenil

2017: Cecília que amava Fernando, de Caio Riter, Editora da Cidade

2016: Vencer por linhas tortas, de Marcelo Spalding, wwlivros

2015: Eu é o outro, de Hermes Bernardi Jr.

2014: Um anjo no jardim, de Eni Allgayer

2013: 60 Contos diminutos, de Marília Pirillo

2012: É fogo!, de Celso Gutfreind

2011: Aqui dentro há um longe imenso, de Airton Ortiz, Christina Dias, Luiz Paulo Faccioli, Carlos Urbim, Nazareth Ara, Sergio Napp

2010: Por que não agora?, de Jane Tutikian

2009: A cor do outro, de Marcelo Spalding

2008: Mais ou menos normal, de Cíntia Moscovich

2007: Adeus conto de fada, de Leonardo Brasiliense

2006: Debaixo de mau tempo, de Caio Riter

2005: Atrás da porta azul, de Caio Riter

2004: J F e a Conquista de Niu Ei, de Jane Tutikian

2003: Aconteceu também comigo, de Jane Tutikian

 

Especial (A partir da 11ª edição do prêmio)

2017: A força do tempo: Histórias de um repórter fotográfico brasileiro, de Kadão Chaves, Libretos

2016: Livros: um guia para autores, de Paulo Tedesco. Buqui

2015: O melhor de Mario Quintana, de Armindo Trevisan, Dulce Helfer e Tabajara Ruas

2014: Vera Karam: obra reunida, de Vera Karam

2013: Cirandas de Villa-Lobos: Reinvenções, de Marô Barbieri, Clara Pechansky e Olinda Allessandrini

 

O Mais Votado (a partir da 13ª edição do prêmio)

2017: Cecília que amava Fernando, de Caio Riter, Editora da Cidade

2015: Tomo conta do mundo, de Diana Corso


Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores