Capa  |  Memória  |  Estatuto (PDF)  |  Diretoria  |  Oficinas de sócios  |  Notícias  |  Fotos  | Sócios  |  Associe-se       

Notícias

Manifesto contra o veto à emenda nº 86 e pela manutenção do Programa Adote um Escritor

AGES - Associação Gaúcha de Escritores

Há 17 anos, com a criação do Programa de Leitura Adote um Escritor, a cidade de Porto Alegre tem sido referência na implementação de políticas públicas de leitura que, em 2011, culminou com a criação do Plano Municipal do Livro e da Leitura (PMLL). No ano passado, tomamos conhecimento, através dos pronunciamentos da SMED, da possibilidade de extinção deste programa e soubemos que não haveria dotação orçamentária que permitisse garantir, com qualidade, a manutenção do “Adote”.

Desde então, a AGEs tem se mobilizado juntamente com outras entidades culturais, educadores, escritores e escritoras e sociedade em geral, apoiados pelos vereadores e vereadoras da Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura, e participado de diversas ações buscando pressionar o governo municipal para que volte atrás na sua intenção de menosprezar um programa tão relevante como o Adote.

O Adote um Escritor envolve, a cada ano, 99 escolas municipais, 15000 alunos, 74 escritores, ilustradores e contadores de histórias, além de mais de 5000 servidores e 1000 professores. No final de 2017, recebeu o prêmio concedido pelo Instituto Pró-Livro, que veio se somar a tantos outros já recebidos pelo programa que é referência nacional na promoção da leitura.

Nenhum desses fatos e argumentos foi capaz de reverter a decisão da prefeitura municipal em investir no Adote, tanto que a emenda nº 86, prevendo um valor mínimo para a realização do Projeto (R$ 400 mil), foi vetada pelo prefeito.

Diante dessa postura despreocupada com a leitura e suas implicações, por parte dos governos instituídos, a AGEs reafirma o compromisso de luta para que este programa que tanto tem contribuído com a formação e a qualificação dos leitores de Porto Alegre não seja fragilizado ainda mais, interrompido ou substituído.

Queremos a derrubada do veto à emenda 86, durante a votação que deverá ocorrer na próxima segunda-feira (5/2), na Câmara Municipal de Porto Alegre, garantindo assim a destinação de R$ 400 mil do Orçamento Municipal para o Adote um Escritor. Cabe agora aos vereadores, que foram sensíveis e aprovaram esta emenda ao Orçamento, derrubar este veto imposto pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior e reafirmar a importância das políticas municipais de incentivo à leitura.

O Adote não pode acabar.

Porto Alegre, 26 de fevereiro de 2018.

Associação Gaúcha de Escritores – AGEs

Gestão 2017-2018

 


Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores