Capa  |  Memória  |  Estatuto (PDF)  |  Diretoria  |  Oficinas de sócios  |  Notícias  |  Fotos  | Sócios  |  Associe-se       

Notícias

Cem anos de Conto Gauchescos ganha ciclo de palestras no Instituto NT

AGES - Associação Gaúcha de Escritores

TRÊS PONTOS EM COMUM

- http://www.trespontosemcomum.blogspot.com.br/ -

 

CONVIDA PARA A HOMENAGEM AOS CEM ANOS DE CONTOS GAUCHESCOS

JOÃO SIMÕES LOPES NETO: LINGUAGEM E RELEITURAS

 

Nos dias 12, 13 e 14 de setembro de 2012 no Instituto NT de Cinema e Cultura

Rua Marquês do Pombal, 1111

Moinhos de Vento – Porto Alegre

(Entrada franca)

 

P r o g r a m a

Dia 12/09

Às 19h

Painel com a participação de

Ana Mariano*

Um jeito de olhar

 

Dulcinea Santos*

Prefácio pernambucano aos Contos Gauchescos

 

Luiz-Olyntho Telles da Silva*

MANANTIAL, um recurso metonímico

 

Virgínia Helena Vianna Rocha*

Contos Gauchescos: achados e perdidos -  Dupla face nas narrativas  de João Simões Lopes Neto

 

Waldomiro Carlos Manfroi*

O gaúcho atual pelos contos de Simões Lopes Neto

*Ana Mariano: advogada, poeta e escritora;  Dulcinea Santos: crítica literária e escritora; Luiz-Olyntho Telles da Silva: psicanalista e escritor; membro de Biblioteca Sigmund Freud; Virgínia Helena Vianna Rocha: advogada,  poeta e escritora; Waldomiro Carlos Manfroi: médico e escritor, Ex-Diretor da Faculdade de Medicina (UFRGS), Membro da Academia Sul-Riograndense de Medicina,Membro da Academia Sul-Riograndense de Letras, Professor Emérito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

 

Nos dias 12, 13 e 14/09:

 


Exposição de pinturas e gravuras dos artistas

Angela Pettini

Arlete Santarosa

Cylene Dallegrave

Dânia Moreira

Eda Lani Fabris

Eliane Santos Rocha

Esther Bianco

Jane Machado

Jussara Schivitz

Lília Manfroi

Mabel Fontana

Márcia Rosa

Paulo Olszewski

Raquel Lima

 

 

Dia 13 /09

Às 19h

Sarau coordenado por

Cristina Macedo

- poeta e escritora, Membro da Academia Literária Feminina -

Com a participação de

Renato de Mattos Motta

- poeta -

Virgínia Helena Vianna Rocha

- advogada,  poeta e escritora -

 

 

Horário: das 14h às 23h

Abertura Oficial da Mostra: dia 12/09, às 20h30

(Será servido um vinho de honra)

 

--------------------------------------------------------------------------------

Coordenação Geral

Virgínia Helena Vianna Rocha

 

 

 

TRÊS PONTOS EM COMUM

JOÃO SIMÕES LOPES NETO: LINGUAGEM E RELEITURAS.

 

Contos Gauchescos (1912) é o segundo livro do escritor gaúcho João Simões Lopes Neto.  O percurso da narrativa nem sempre é fácil. De início, surgiu em jornais da época, em Pelotas.  Amplamente revisitado nas republicações feitas pela Companhia Editora Globo de Porto Alegre nos anos da década de 1940. A partir daí, desbravadas sendas e transbordamento - fortuna crítica - além das fronteiras regionais.

As narrativas são sempre sobre o gaúcho, guerreiro, trabalhador, rústico. Nelas a linguagem é sempre um dialeto característico do interior do Rio Grande do Sul onde existe enorme respeito pelos elementos deste estilo de vida com largo uso do léxico e eventualmente da sintaxe próprios da linguagem da campanha, mas submetendo-os à morfologia da norma culta.

O centenário da obra revigora alumbramentos, vencida transposição de sentidos por quem desprovido do domínio dos fatos antigos e do linguajar do homem rude do pampa do Rio Grande do Sul.  Afirma determinada identidade que busca legitimação em referência ao suposto e autêntico passado com o objetivo de validar o propósito reivindicado. O passado não é renegado e, sim, reconhecido e ao reivindicá-lo apresenta-se como parte anterior reconstruída para lidar com a fragmentação do tempo e lugar.

Com Blau Nunes ficou estendida uma longa estrada semeada de recordações - casos, dizia -, que de vez em quando o vaqueano recontava, como quem estende ao sol, para arejar, roupas guardadas ao fundo de uma arca. (...)

O grupo Três Pontos em Comum propõe com este projeto - JOÃO SIMÕES LOPES NETO: LINGUAGEM E RELEITURAS - estender nossa afeição à obra e ao autor em palavras, gravuras, pinturas. Sobre nós, gravuristas, o desafio da proposta aos artistas convidados foi solicitar gravuras em panôs, especialmente porque a gravura em metal dialoga melhor com papel, diz Lília Manfroi. 

Todas as vozes recontam o que se sabe e despertam recortes de luz sobre arca de guardados.

 

Virgínia Helena Vianna Rocha.


 

 


Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores