Capa  |  Memória  |  Estatuto (PDF)  |  Diretoria  |  Oficinas de sócios  |  Notícias  |  Fotos  | Sócios  |  Associe-se       

Notícias

Prêmios para Carlos Tomé

Ana Mello

O escritor e jornalista açoriano Carlos Tomé, que participou da antologia "Contos de algibeira" (2007), da Casa Verde, está em Porto Alegre para duas homenagens: ontem, ele recebeu, na Assembleia Legislativa, a Medalha da 53ª Legislatura. Hoje, recebe o título de Cidadão de Porto Alegre, às 15 horas, em sessão solene no Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal (Av. Loureiro da Silva, 255).

Atual assessor de comunicação do Presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos Tomé, atuou na  Rádio e Televisão de Portugal (RTP) e no Diário dos Açores. Ganhou a primeira edição do Prêmio Açores com A Geração Esquecida, uma grande reportagem sobre a importância dos açorianos no povoamento do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil, tornando-se, desde essa data, admirador confesso da história, do povo e da cultura do estado. Esta foi a primeira reportagem da televisão portuguesa sobre o Rio Grande do Sul.

Organizou, em 2006, a estréia nacional, em Portugal, do filme Diário de um novo mundo, de Paulo Nascimento, adaptação ao cinema de Um quarto de légua em quadro, que retrata o povoamento açoriano no Rio Grande do Sul.

Ex-dirigente do Sindicato Nacional dos Jornalistas portugueses, Carlos Tomé, também é romancista e contista. Publicou, em 2002, A Noite dos Prodígios e outras histórias [contos, editora Salamandra, Lisboa] e, em 2007, Morreremos Amanhã [romance, editora Artes e Letras, Ponta Delgada.

 

Fonte: Laís Chaffe


Site elaborado pela metamorfose agência digital - sites para escritores